A colite nervosa, também conhecida como cólon irritável, não é uma doença orgânica, ou seja, o intestino está normal, não tem doença, mas o funcionamento se encontra alterado. E quais são essas alterações? Bem, o intestino fica tão desorganizado que pode soltar ou prender repentinamente —  o perfil dos pacientes é variado.

Como o nome mesmo diz, a colite nervosa aparece principalmente em momentos difíceis da vida como perda de parentes, problemas familiares e financeiros, desemprego e doenças psiquiátricas, e pode acometer crianças, jovens, adultos e idosos.

Saiba quais são os sinais que essa disfunção emite no nosso corpo.

Sintomas mais comuns da colite

Os sintomas da colite são comuns também em outras doenças como verminoses, intolerância alimentar e o câncer de intestino:

  • Cólicas;
  • Barriga inchada;
  • Gases (que por vezes emitem sons da barriga);  
  • Sensação de não ter evacuado tudo;
  • Alteração no aspecto das fezes (presença de mucosa);
  • Aumento do número de evacuações ao longo do dia.

O primeiro passo para o diagnóstico é a exclusão, ou seja, são realizados exames para ter certeza de que não há doença orgânica. Uma vez diagnosticada, a colite nervosa é tratada com o uso de medicamentos específicos para acalmar os movimentos do intestino. Nos casos mais graves, o tratamento requer apoio psiquiátrico.

Uma dica é também ingerir chá de camomila pois, além de ter um efeito anti-inflamatório, é um remédio natural que traz calma e relaxamento. Faça o chá com ramos de camomila fervidas em uma panela com água e adicione mel ou estévia.

Grupos de risco da colite nervosa: posso prevenir ou não?

Existe um grupo que é mais atingido por essa disfunção: homens e mulheres em todas as idades, sendo mais raro em crianças. Seus fatores de risco estão ligados a predisposições genéticas  e fatores psicológicos, como já vimos.

Além de realizar exames periódicos, combinar a prática de hábitos saudáveis a uma boa alimentação são os melhores meios de prevenir a colite, além de cuidar da mente para evitar o estresse; esportes, e exercícios de relaxamento como ioga e meditação são sempre bem-vindos para prevenção e tratamento da doença.

Hemorroidas na GravidezDicas da Dra Hilma

Como saber se eu tenho colite nervosa ou simplesmente um desconforto passageiro? Preste atenção no seu organismo: qualquer alteração do intestino que dure mais de 40 dias deve ser conferida com exame minucioso do intestino feito pelo coloproctologista.

Muitas doenças do intestino possuem sintomas similares e confundem até mesmo os médicos não especialistas. Só se pode falar de colite nervosa após EXCLUIR as outras doenças. Sabendo disso, nunca se automedique, pois o que era para ser um tratamento simples pode se transformar em um grande problema.

O nervosismo infelizmente é algo comum na vida moderna, mas mesmo sabendo disso, não podemos simplificar os sintomas e dar um diagnóstico precipitado. Por isso, vá a um proctologista e siga todas as suas instruções.

Você sabia que existem vários tipos de colite e, para cada caso, um tratamento específico? Descubra neste blog post que separamos para você “Colite: tipos, causas e tratamentos”.

Compartilhe

comments
Fechar Menu
WhatsApp Hemorroidurgente
ENVIAR