Câncer de intestino: causas, sintomas e tratamento

Câncer de intestino: causas, sintomas e tratamento

Quando estamos com algum sintoma atípico, a primeira coisa que fazemos, normalmente, é perguntar para algum conhecido o que pode ser ou mesmo procurar na internet. Aí mora o perigo: querer se autodiagnosticar. O câncer do intestino, por exemplo, é uma das doenças que mais pegam os pacientes de surpresas, isso porque é confundido, na maioria das vezes, com hemorroida.

É verdade mesmo que essas duas doenças possuem sintomas parecidos. O erro, porém, está em não procurar um coloproctologista para tratar o problema. Você vai descobrir, agora mesmo as causas, os sintomas e os tratamentos mais indicados para o câncer intestinal.

Quais são as causas e os tipos de câncer de intestino?

Como você deve saber, o câncer é a proliferação anormal de células no organismo. Suas causas são amplas e variáveis. As principais causas do câncer de intestino são:

  1. Alimentação com pouca verdura, frutas, legumes e muita gordura e carne;
  2. Ingestão de alimentos industrializados;
  3. Ingestão de alta quantidade de agrotóxicos presentes nos alimentos;
  4. Hormônios utilizados em carnes animais;
  5. Retocolite Ulcerativa Idiopática (RCUI) – doença intestinal inflamatória – e Crohn – doença inflamatória do trato gastrointestinal;
  6. Polipose familiar – pólipos são lesões na parede do intestino e a polipose é uma concentração delas
  7. Doença genética.

O câncer de intestino começa de um pólipo, uma verruga na parede do intestino que cresce  aos poucos – cerca de 5 a 10 anos, sendo que cerca de 60% podem se transformar em câncer. O pólipo cresce lentamente e não apresenta nenhum sintoma. Porém, com o tempo, se não for tratado, ocorre a transformação em câncer, e aí virão os sintomas.

Sintomas do câncer de intestino

Você vai entender agora mesmo por que essa doença é confundida com hemorroida. Os principais sinais são:

  • Diarreia;
  • Cólicas;
  • Gases;
  • Sangue e secreção nas fezes;
  • Cansaço;
  • Perda de apetite;
  • Dor na hora de evacuar;
  • Anemia;
  • Emagrecimento;
  • Inchaço na barriga;
  • Fechamento do intestino (nos casos mais graves).

Como saber se estou com câncer de intestino?

Como você viu, os sintomas não são determinantes para descobrir. Pode ser que você não tenha todos eles, ou mesmo aqueles idênticos aos de hemorroida. Você precisa consultar com o coloproctologista. Ele fará o exame do seu intestino e, se houver pólipos, serão retirados, examinados e, então, indicará o tratamento.

Como é realizado o tratamento?

O intestino grosso, chamado cólon, é grande os tumores requerem tratamento diferente, dependendo do lugar onde estão, do tamanho e de como se espalharam no cólon (o que determina a gravidade do problema). Caso o câncer tenha se espalhado, fazem-se necessários cirurgia e quimioterapia; caso contrário, apenas cirurgia.

Tumores na parte baixa do intestino (reto) são os mais graves: precisam de radioterapia, quimioterapia e cirurgia. Esses são comumente confundidos com hemorroida porque sangram e, como não doem, o tempo passa e a pessoa custa a procurar o especialista – quando acontece, a situação já está crítica.

Dicas da Dra Hilma

O câncer aparece de um pólipo que não foi visto e, se for retirado, não se transformará em câncer. Consulte um coloproctologista e realize exames preventivos a partir de 45 anos, mesmo que não sinta nada.

Hemorroida tratamentoSe você tiver parentes de primeiro grau com câncer, inicie os exames preventivos 10 anos antes da idade do parente ter tido a doença, e não espere sentir alguma coisa, porque pode ser tarde.

Atenção!

  • Se você notar sangue nas fezes, pode não ser da hemorroida;  
  • Se você tem catarro nas fezes, pode não ser verme;
  • Dor de barriga e gases podem não ser intolerância à lactose;
  • Diarreia pode não ser colite nervosa.

Caso apresente alguns desses sintomas, vá ao médico. O câncer de intestino é uma doença grave, mas pode ser evitado com o exame coloproctológico e a retirada do pólipo. As pessoas evitam o exame por inibição e constrangimento, mas é preciso derrubar estas barreiras.

E você? Que tal cuidar da sua saúde e fazer seu exame preventivo de câncer de intestino? Agende uma consulta agora mesmo.

Autor

Dra. Hilma Nogueira da Gama
Dra. Hilma Nogueira da Gama
CRM-MG 16.386

Graduada em medicina pela UFJF (1983) e com residências em Cirurgia Geral pelo Hospital Belo Horizonte e em Coloproctologia pela Santa Casa de Misericórdia de Belo Horizonte. É membro titular e coordenadora de Coloproctologia no Hospital Madre Teresa.

Acredita que o médico tem função social de informar, interagir e se aproximar dos pacientes. Nasceu em uma família de médicos, de onde herdou seu dom para a profissão.

Compartilhe

comments

Dra. Hilma Nogueira da Gama

CRM-MG 16.386 Graduada em medicina pela UFJF (1983) e com residências em Cirurgia Geral pelo Hospital Belo Horizonte e em Coloproctologia pela Santa Casa de Misericórdia de Belo Horizonte. É membro titular e coordenadora de Coloproctologia no Hospital Madre Teresa. Acredita que o médico tem função social de informar, interagir e se aproximar dos pacientes. Nasceu em uma família de médicos, de onde herdou seu dom para a profissão.
Fechar Menu